Palestra organizada pelo DAI do Sisejufe marca Dia Nacional de Luta da Pessoa com Deficiência

Palestra organizada pelo DAI do Sisejufe marca Dia Nacional de Luta da Pessoa com Deficiência

Evento está marcado para 24 de setembro, às 19h, na sede do sindicato


 
 

Sisejufe/RJ 

Evento que será promovido pelo Departamento de Acessibilidade e Inclusão (DAI) do Sisejufe no dia 24 de setembro vai marcar uma importante data que não pode passar desapercebida: o Dia  Nacional de Luta da Pessoa com Deficiência, celebrado em 21 de setembro. O DAI organizou a palestra sob o tema “Mulheres com Deficiência e Sexualidade” que começará às 19h, no auditório do sindicato. 

Estão confirmadas como palestrantes a professora Thaís Victa, do Coletivo Feminista Helen Keller, escritora e especialista em Políticas Públicas de Enfrentamento à Violência contra a Mulher (PUC/Rio) e que pauta a intersecção entre gênero e deficiência na construção de uma agenda política; e também Cínthya Freitas, presidenta da Associação dos Deficientes Visuais do Estado do Rio de Janeiro (Adverj). 

A atividade, que acontecerá no auditório do Sisejufe, tem a parceria da Adverj. O evento terá interpretes de libras. A ideia é chamar a atenção para a construção de uma sociedade mais igualitária e sem preconceitos. 

“O Dia Nacional de Lutas das Pessoas com Deficiência não pode em hipótese alguma passar em branco e nós do Sisejufe decidimos demarcar bem tal data com um grande evento e com participação de todos e todas ao final. Nós, pessoas com deficiência, estamos em constante luta em nosso dia-a-dia. Temos que matar um leão a cada dia para sermos reconhecidos minimamente pela sociedade de um modo geral e, mesmo assim, muitas das vezes, tal reconhecimento não ocorre. Num país como o nosso e com uma sociedade tão preconceituosa a vida de uma pessoa com deficiência torna-se ainda mais dura, que dirá para as mulheres com deficiência”, alerta Ricardo de Azevedo Soares, coordenador do Departamento de Acessibilidade e Inclusão do Sisejufe e diretor da entidade. 

No dia 24 de setembro, o DAI colocará à disposição dos interessados em comprar o livro ‘Muito Além da Visão’, organizado e redigido pela escritora Raquel Alves, que também é deficiente visual, filha do escritor e educador Rubem Alves, falecido em julho de 2014.  A publicação reúne 27 histórias e relatos de pessoas, uma de cada estado do Brasil, com baixa visão, entre elas Cínthya Freitas, que representa o Rio de Janeiro.  

Além do livro impresso, a obra tem formatos digitais: ebook e audiolivro. O Dia Nacional de Luta da Pessoa com Deficiência é simbólico para o segmento que compõe 23,9% da população brasileira, ou seja, cerca de 45 milhões de pessoas, mas que ainda carecem reconhecimento de seu espaço na sociedade.