Fenajufe cobra abertura de negociações da pauta dos servidores da Justiça Eleitoral no TSE

 

 

 

Para Federação, momento é de construir agendas com Tribunais Superiores na busca de atendimento às principais demandas da categoria. Pauta salarial e atualização do valor dos benefícios são prioritários

O Coordenador Geral da Fenajufe, Adilson Rodrigues – no plantão da semana – deu início nesta terça-feira, 8, a uma série de visitas aos tribunais superiores e conselhos em Brasília. O objetivo, com as visitas é cobrar o agendamento de reuniões já solicitadas pela Federação, para tratar da pauta prioritária da categoria que busca garantir reposição salarial, atualização do valor dos benefícios, manutenção e ampliação de direitos e melhores condições de trabalho.

A primeira reunião desta semana foi no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), com o Diretor-Geral, Rodrigo Curado Fleury, onde Adilson pediu ajuda do DG para o agendamento de reunião entre a Federação e o presidente, ministro Luiz Fux, para discussão das questões mais urgentes da categoria, bem como apresentar as demandas dos servidores  da Justiça Eleitoral, tanto nos  estados quanto daqueles lotados no próprio Tribunal.

Dentre os pontos tratados, também recebeu atenção especial  na conversa com o DG do TSE a busca por uma política salarial permanente, tema urgente e necessário, uma vez que a reposição de parte das perdas salariais acumuladas pela categoria estabelecida no PCS de 2016, terá a ultima parcela implementada em janeiro de 2019 e a categoria não está disposta a amargar anos seguidos de congelamento salarial, como ocorreu no último período.

Com os contatos, a Fenajufe busca a instalação de Comissão Interdisciplinar composta pelos Tribunais superiores, para elaboração de novo Plano de Cargos e Salários, que reponha as perdas salarias acumuladas, ao mesmo tempo que busca o encaminhamento de demandas mais imediatas, como a atualização do valor do auxilio alimentação, creche e saúde.

Presidência

Ainda no TSE o encontro seguinte foi com a Assessora-Chefe da Presidência, Julianna Sant'ana Sesconetto, no esforço de conseguir retorno à solicitação de audiência com o ministro Luiz Fux, feita em 27 fevereiro e até o momento sem resposta. Apesar da assessoria alegar agenda apertada do ministro com a pauta no STF e administração  do TSE, ficou acordada a tentativa de realizar a reunião nas próximas semanas para que a pauta dos servidores entre em discussão com a presidência. Vale destacar que o mandato de Fux encerra-se em 15 de agosto, momento em que assume a ministra Rosa Weber, como presidente do Tribunal.

 Outros setores do TSE foram visitados pelo coordenador ao longo da tarde desta terça-feira, para retomar contatos e articulação que favoreçam o encaminhamento e aprovação das demandas da categoria.