Congrejufe continua debate das alterações estatutárias

No terceiro dia da nona edição do Congrejufe as atividades congressuais continuaram concentradas no debate das sete propostas de alteração estatutária, eleitas como “mais polêmicas” pela direção da Fenajufe, em acordo com representantes das diversas forças e grupos que compõem o Congresso. Depois de aprovar a limitação à reeleição de diretores na noite da quinta-feira (28/4), os congressistas analisam agora outros pontos da pauta.

O primeiro item debatido nesta sexta-feira (29/4) foi o dispositivo transitório que determina a validade da limitação da reeleição dos diretores. Com 405 votos, foi aprovada proposta que institui o limite a partir da nova diretoria a ser eleita no sábado, 30 de abril. Ou seja, quem já está na direção, poderá se candidatar mais uma vez.

Também foi analisada proposta de tornar majoritária a eleição da direção, ao invés de proporcional como é adotada hoje. O plenário rejeitou a questão.

Ao fim dos trabalhos no período da manhã os delegados discutiram ainda a vedação da filiação partidária a membros da diretoria da Federação. Necessitando de 271 votos para aprovação no quórum qualificado, a proposta conseguiu apenas 142, sendo rejeitada.

Outros itens da pauta resumida continuarão  em debate no período da tarde. Hoje ainda os delegados vão eleger a Comissão Eleitoral que vai comandar o processo de escolha da próxima direção da Fenajufe.

Credenciados

Com o fim do prazo de credenciamento para delegados titulares ao meio dia desta sexta-feira, a secretaria do Congrejufe informou que os 545 delegados foram credenciados. O Congrejufe continua até o domingo, 1º de maio.