Em Belém, Semana da Indignação começa com assembleia setorial no TRT-8ª

Em Belém, Semana da Indignação começa com assembleia setorial no TRT-8ª

Os servidores do TRT-8ª, em Belém, não perderam a oportunidade de manifestar a indignação da categoria contra todas as injustiças e arbitrariedades que vêm atingindo os trabalhadores do Judiciário Federal. Corte de salário dos grevistas sem ciência prévia e sem conciliação, ameaças ao Plano de Saúde, congelamento salarial há seis anos, falta de diálogo por parte da administração do TRT. Tudo o que está engasgando os trabalhadores veio à tona nesta quarta (7), quando a categoria realizou reunião setorial na sede do TRT-8.
 
Plano de Saúde

O sentimento de alívio marcou a reunião setorial realizada na tarde desta quarta-feira com relação ao risco de reajuste da mensalidade do PAS8 acima da parca ou inexistente possibilidade de ser arcado pela categoria. Isso porque a iniciativa do SINDJUF-PA/AP junto aos servidores de sensibilizar os desembargadores do Tribunal para impedir os riscos para o plano de saúde garantiu bons resultados logo nas duas primeiras visitas às desembargadoras Odete Alves e Sulamir Monassa.

Segundo a companheira Silvina Bertolo, que participou das reuniões, a desembargadora Odete Alves afirmou que nenhuma decisão terá implantação imediata. Além disso, e depois de avaliar os questionamentos dos servidores, a desembargadora garantiu que não haverá proposta de votação no Grupo de Estudo, mas sim de consenso. O que significa que os trabalhadores do TRT-8ª finalmente terão voz para apontar possíveis soluções visando manter a existência e qualidade do PAS-8ª.
 
Abaixo-Assinado

A estratégia de organizar um abaixo-assinado para apresentá-lo aos desembargadores do Tribunal foi exitosa, pois a categoria ganhou tempo para melhor debater a questão do PAS – 8ª. Por isso, na próxima terça-feira, 13/11, o SINDJUF-PA/AP promoverá um grande debate sobre o tema, na sede do sindicato. O companheiro Joel Benedito será convidado para dar uma palestra detalhada sobre o cenário, explorando os dados que envolvem o plano de saúde dos servidores.
 
“Com isso, teremos melhores condições para elaborar uma proposta embasada tecnicamente. Apenas depois de um estudo de caso é que vamos poder decidir sobre temas como a coparticipação, levantado para debate no Grupo de Estudo”, comentou Alice Romana, coordenadora do SINDJUF-PA/AP. Como a reunião do GE-PAS8 foi adiada para 19/11, o SINDJUF-PA/AP vai continuar recolhendo adesões ao abaixo-assinado, enquanto aprofunda a conscientização da categoria.
 
Campanha Salarial

O andamento do PL 4363/12, já aprovado na primeira Comissão da Câmara, mas ainda sofrendo ameaças pelo governo, foi destaque na manifestação. Já sobre a questão da pauta de reivindicações, os presentes definiram que seria melhor debater o assunto na próxima setorial. A proposta é elaborar um documento com assuntos atuais e para ser entregue à nova presidência do TRT-8ª, já que a atual ignora seus próprios servidores.

Fonte: Sindjuf-PA/AP