Fenajufe - Bahia: Em AG, categoria aprova Resolução sobre posição no 2° turno das eleições

Bahia: Em AG, categoria aprova Resolução sobre posição no 2° turno das eleições

SINDJUFE-BA 

Na tarde da última quinta-feira (18), trabalhadores/as do Poder Judiciário Federal se reuniram em Assembleia Geral na sede administrativa do SINDJUFE-BA, devidamente convocada e cumprindo o "rodízio de assembleias", para discutir as seguintes pautas: 1- o 2° Turno e o Serviço Público 2 - As Eleições Sindicais e 3 -  parecer 2017 do Conselho Fiscal.

A Assembleia Geral foi precedida de um debate sobre o Fascismo no Brasil e o Direitos dos Servidores Públicos. O palestrante convidado foi o professor da UFBA, Henrique Saldanha.

O professor explanou sobre o risco do desmonte do Estado e do serviço público, da anulação dos movimentos de enfrentamento, da retirada de direitos dos trabalhadores e da diminuição da capacidade destes com a ascensão do Fascismo no Brasil. Segundo especialistas, este fenômeno é mundial, mas não ocorre de forma tão grave quanto no Brasil nesse momento. 

Após o debate, todas as falas saíram em defesa dos interesses dos trabalhadores do PJU, traduzida em lutas e campanhas a serem encampadas pela categoria no 2° turno das eleições. Em votação, foi aprovada com apenas 3 votos contrários e duas abstenções, a Resolução dos Trabalhadores em relação à disputa no 2° turno e a agenda de atividades.

Essa Resolução será assinada pelos trabalhadores/as do PJU na Bahia, e todos os custos das atividades também aprovadas, como panfletos, adesivos etc., serão custeados exclusivamente por cada servidor que desejar contribuir, sem custo para o sindicato. 

Cumprindo decisão da Assembleia, o  SINDJUFE-BA convoca os servidores para participar das atividades ali aprovadas e reafirma a importância da união da categoria neste momento tão emblemático para a história do País.

Colegas do interior assistiram a Assembleia e votaram online. 

 

Eleições Sindicais e Parecer do Conselho Fiscal 
Quanto à eleição sindical, a coordenadora Denise Carneiro informou estar oficialmente aberta o procedimento para eleição da Comissão Eleitoral, o que deve ocorrer na próxima Assembleia. A partir dali é a Comissão que coordenará o processo que elegerá a nova diretoria da Entidade com mandato partir de março de 2019.

O último ponto da pauta relacionado ao Parecer do Conselho Fiscal, ficou consensuado para ser pautado na próxima Assembleia.