Em assembleia lotada, categoria no RS aprova calendário de lutas com atos e paralisações nos dias 10 e 27 de outubro e elege delegados para Plenária da Fenajufe

 

Sintrajufe (RS)

No último sábado, 30, os trabalhadores do Judiciário Federal no Rio Grande do Sul lotaram o Salão Multicultural Alê Junqueira, na sede do Sintrajufe/RS, naquela que foi a maior assembleia geral do país para eleição de delegados à Plenária da Fenajufe. Conforme aprovado pelos colegas, nos dias 10 e 27 de outubro, paralisações e atos públicos demonstrarão uma vez mais a indignação e a capacidade de luta da categoria frente ao ilegítimo e antipopular governo de Michel Temer (PMDB).

No início da assembleia, os colegas da Justiça Federal de Santa Maria fizeram uma homenagem à colega e diretora de base Suzana de Barros Brum, falecida em setembro. Além das falas, foram apresentadas fotos de Suzana em atividades de luta e mobilização da categoria.  

Frente aos ininterruptos ataques que os trabalhadores vêm recebendo do governo de Temer e de seus aliados (inclusive no Judiciário, como Gilmar Mendes e Ives Gandra Filho), a resposta será mobilização. Além de pautas gerais da classe trabalhadora, como a reforma da Previdência, também estiveram em discussão na assembleia temas especialmente preocupantes para o serviço público e para o Judiciário Federal, como as ameaças à estabilidade e a extinção de zonas eleitorais.

Nas intervenções, diretores do Sintrajufe/RS defenderam ainda a necessidade de lutar por uma pauta positiva, buscando também avanços em direitos e valorização, além de seguir a resistência contra os ataques em curso. Nesse sentido, destacaram a iniciativa recente do Sintrajufe/RS, juntamente com outros sindicatos, de buscar, em Brasília, o reajuste dos benefícios da categoria, considerando que há dinheiro em caixa – que os tribunais querem destinar para reajustar os salários dos juízes. Também destacaram a importância de iniciar as discussões sobre a política salarial da categoria, fazendo a cobrança ao STF, já que começa a aproximar-se o fim das parcelas já acordadas e que não repõem totalmente as perdas que a categoria teve nos últimos anos.

A assembleia aprovou a adesão aos calendários de mobilização propostos pelo Fórum Nacional das Entidades dos Servidores Públicos Federais (Fonasefe) e pela Fenajufe, com as seguintes atividades:

– 10/10 – paralisação de duas horas, com ato no TRE-RS (nesse dia, haverá atos em TRE's em todo o Brasil contra a extinção de zonas eleitorais); – 27/10 – paralisação de 24 horas, com ato no TRF (Dia Nacional de lutas, mobilização e paralisação em defesa do serviço público); – até o dia 27, realização de assembleias de base de mobilização preparatórias para a paralisação do dia 27; – no dia do julgamento dos quintos, envio de caravana a Brasília.

Plenária da Fenajufe e participação eletrônica

A assembleia também foi lugar de eleição de delegados à próxima plenária da Fenajufe. Com duas chapas inscritas, a votação e distribuição de delegados teve o seguinte resultado: a Chapa 1 (Luta Sintrajufe) obteve 72 votos, elegendo 5 delegados. A Chapa 2 (Democracia e Luta / Base na Luta / Oposição Sintrajufe), teve 74 votos, elegendo também 5 delegados. Houve, ainda, três abstenções.

Outro dos pontos de pauta da assembleia era a discussão sobre a implementação, no Sintrajufe/RS, de mecanismos de participação eletrônica. Foi apresentado o debate realizado sobre o tema na parte da manhã, em reunião do Conselho Geral, quando os presentes saudaram a iniciativa como um avanço democrático, uma vez que aproxima a categoria das decisões do sindicato, sobretudo os colegas interior do estado. O Conselho Geral indicou, então, e a assembleia geral referendou, conforme proposta da direção do Sintrajufe/RS, a criação de um Grupo de Trabalho para estudar as melhores formas de participação eletrônica no contexto da categoria. O GT terá 15 membros, sendo cinco indicados pela direção do sindicato e os outros dez eleitos (dos quais, pelo menos 50% lotados no interior do estado).

Na assembleia, ficou ainda acordado que a composição do GT se dará de forma proporcional à eleição realizada para os delegados à plenária da Fenajufe – ou seja, a chapa Luta Sintrajufe indicará cinco integrantes, e a chapa Oposição Sintrajufe indicará outros cinco.

Ações judiciais

Os presentes à assembleia também aprovaram autorização ao sindicato para o ingresso de três ações judiciais: isenção do custeio no auxílio pré-escolar; extinção do limitador de deduções em gastos com Educação, para efeitos de Imposto de Renda; e combate à extinção das zonas eleitorais.

Moções

A assembleia aprovou, ainda, quatro moções:

– repúdio à tentativa do Congresso de salvar o corrupto senador Aécio Neves;

– apoio às greves do funcionalismo estadual e municipal e repúdio aos governos Marchezan, Sartori e Temer;

– repúdio ao cancelamento da exposição "QueerMuseu" pelo Santander Cultural;

– apoio à greve dos Correios.  

Veja AQUI as moções.