Fenajufe - Assembleia em Porto Alegre aprova continuidade e ampliação da greve

Assembleia em Porto Alegre aprova continuidade e ampliação da greve

Os servidores do Judiciário Federal do Rio Grande do Sul, em assembleia geral na tarde desta terça-feira (21), aprovaram a continuidade da greve que teve início em 15 de agosto. Os grevistas lotaram o auditório das varas trabalhistas, em Porto Alegre. Havia servidores de Alvorada, Cachoeirinha, Canoas, Encantado, Esteio, Estrela, Gravataí, Montenegro, Novo Hamburgo, Pelotas, Porto Alegre, São Jerônimo, São Leopoldo, Soledade, Taquara, Triunfo, Viamão e Uruguaiana. Os aposentados, como sempre acontece nas mobilizações do sindicato, estavam presentes.

Em todas as falas, os colegas manifestaram-se fortemente contra a política de reajuste zero de Dilma. Ficou claro que somente com uma greve coesa, que atinja cada vez mais setores, será possível quebrar a determinação do governo de deixar os servidores mais um ano sem reposição salarial. Foi aprovado que, além do mote “Judiciário em greve: Dilma, a culpa é tua!”, será dado um outro recado: “Eu não aceito desrespeito. Eu não voto em quem não me respeita”.

A assembleia também votou favoravelmente a que o sindicato apoie o acampamento dos servidores em frente ao STF e à confecção do “reajustômetro”, um painel que será colocado em frente aos prédios, uma contagem de tempo para mostrar à população há quantos dias os servidores estão sem reajuste. Outra proposta foi a produção de um banner com informações sobre aumentos de itens da cesta básica, de educação, saúde, etc., enquanto os servidores do Judiciário Federal receberam 0% de reajuste.

Ampliada da Fenajufe
A assembleia geral votou nas chapas que enviarão delegados para a reunião ampliada da Fenajufe, que ocorre dia 31 de agosto, em Brasília. Concorreram três chapas, que receberam a seguinte votação: Viva Voz, 81 votos, 6 delegados; Luta de Classes, 18 votos, 1 delegado; Sintrajufe para Todos, 33 votos, 3 delegados.

Comando de Greve e atividades

O Comando de Greve Estadual será formado por três representantes da direção do Sintrajufe-RS. Porto Alegre terá três representantes da Justiça do Trabalho, dois da Justiça Federal e um da Eleitoral. Cada cidade do interior em greve terá direito a um representante. Os nomes serão escolhidos nas assembleias de base.

Foi aprovada, ainda, a agenda até o final da semana

Dia 22 de agosto
– Atividade dos SPFs no Centro de Porto Alegre (uma van vai sair das varas trabalhistas às 11h30);
– 14h, debate sobre previdência complementar, no auditório da 1ª Instância da Justiça Federal. A mesa será composta pelo diretor do Sintrajufe-RS Thomaz da Costa Farias; Hélio Ricardo dos Santos Libório, diretor do Sindicato dos Petroleiros do Rio Grande do Sul; e Carlos Guedes do Amaral Jr, da assessoria jurídica do sindicato.

Dia 23 de agosto
– Concentração às 11h no Anexo do TRE, com piquete de convencimento e ato às 13h; depois, caminhada até o TRT.

Dia 24 de agosto
– Concentração nos prédios e passagem nos setores;
– Atividade de formação – Roda de Diálogos da Jornada Lésbica Feminista: “LBL 10 anos: lesbianidades, transexualidades, combate ao racismo e feminismos”, a partir das 17h, no Salão Multicultural da Ecossede.

Fonte: Sintrajufe-RS