Fenajufe - Trabalhadores param o país contra reforma da Previdência

Trabalhadores param o país contra reforma da Previdência

O Brasil disse não à reforma da Previdência: milhares de trabalhadoras e trabalhadores pararam o país, na última sexta-feira (14), em protesto ao desmonte da Previdência Social e contra os cortes na Educação. A Greve Geral do 14 de junho estampou, definitivamente, a insatisfação da população e colocou à prova o governo de Jair Bolsonaro. A paralisação ocorreu em todas a capitais, no Distrito Federal e em mais de 300 cidades.

A Fenajufe, em total consonância com a decisão de sua base de filiados e dos sindicatos da base dos funcionários da Federação, aderiu ao 14J e dispensou os funcionários na sexta. No dia 5 de junho, a Federação pôs no ar campanha nacional - aprovada no 10º Congrejufe - contra a reforma da Previdência nas plataformas sociais na internet – Facebook, YouTube e Instagram.

Motoristas, cobradores de ônibus e trabalhadores dos metrôs de várias capitais cruzaram os braços na sexta. Além disso, agências bancárias, escolas públicas e particulares, universidades e institutos técnicos não abriram as portas em várias cidades.

Veja como foi a Greve Geral pelo Brasil:

Distrito Federal


Goiás


Minas Gerais

Rio de Janeiro


 

São Paulo


 


 

Ceará


Bahia


Paraíba

Amazonas


Rio Grande do Norte


Santa Catarina


 

Rio Grande do Sul