Fonasefe alerta para necessidade de mobilização contra a destruição do serviço público

Fonasefe alerta para necessidade de mobilização contra a destruição do serviço público

Em meio a um cenário de ataques, a Fenajufe participou, nesta quinta-feira (7), da reunião convocada pelo Fórum das Entidades Nacionais dos Servidores Públicos Federais (Fonasefe) para discutir estratégias na luta contra o desmonte do serviço público. O coordenador Roberto Policarpo representou a Federação no encontro.

Na pauta, os informes e avaliação da conjuntura; mobilização contra as reformas administrativa e sindical; e encaminhamentos referente ao seminário "O Desmonte do Estado Social Brasileiro - Causas, Consequências e Contradições".

O processo de desmonte do serviço público, do Estado brasileiro e das políticas sociais avança no Congresso Nacional por meio das PEC's que o governo tenta emplacar. Na terça-feira (5), Jair Bolsonaro e Paulo Guedes foram ao Congresso Nacional entregar pacote elaborado pela equipe econômica chamado de “Plano mais Brasil”- com a PEC do Pacto Federativo, PEC Emergencial e PEC dos Fundos Públicos.

Mobilização

Para o coordenador Roberto Policarpo, o debate com a sociedade é indispensável no intuito de desmistificar as medidas do governo e alertar para o quão prejudicada a população estará uma vez aprovadas as propostas. O coordenador alertou para necessidade de mobilização com mais ações, encaminhamentos e menos discursos.

Policarpo reiterou que o trabalho no Congresso precisa ser mais concentrado e efetivo para que as estratégias sejam mais eficientes que as utilizadas na luta contra a reforma da Previdência. Outro ponto é organizar reuniões planejadas para construção da mobilização nos estados.

As entidades se propuseram a criar um documento com base nas discussões do seminário "O Desmonte do Estado Social Brasileiro - Causas, Consequências e Contradições" para discussão com os parlamentares e a sociedade. A partir desse material, tópicos das PEC's serão destacados para detalhamento e, dessa forma, esclarecer as perversidades do texto elaborado pelo governo.

 

Raphael de Araújo, da Fenajufe (texto e fotos)