Terça-feira de lutas contra a retirada de direitos

Depois de recepção a deputados no aeroporto, audiências públicas na Câmara são seara de debates para dirigentes


Apesar da chuva que cai sobre Brasília e o clima de inverno em pleno verão, os termômetros apontam um dia quente na capital da República, centro nervoso da política nacional. Mobilizados contra a reforma da Previdência, Fenajufe e sindicatos da base começaram, desde as primeiras horas do dia desta terça-feira, 12, o trabalho de convencimento dos parlamentares e resistência à destruição dos direitos dos cidadãos, insistentemente levada a cabo pelo governo Temer com apoio de parte do Congresso Nacional e de parte da cúpula do Judiciário. 

No início da manhã os trabalhos foram concentrados no aeroporto internacional de Brasília, em recepção aos deputados e senadores. Nos estados, estes parlamentares já tinham sido abordados pelos bota-fora organizados pelos sindicatos, nas bases eleitorais dos parlamentares.

Na sequência as ações se concentrarão na Câmara dos Deputados onde duas audiências simultâneas debatem a reforma da Previdência e os ataques aos serviços públicos brasileiros. Uma acontece na Comissão Mista de Orçamento (CMO) e debaterá a PEC 287/16, com presença de representantes do governo. Pelo menos essa é a previsão, mesmo diante da recusa permanente dos titulares da Fazenda e da Previdência em debater o tema publicamente. A 

Outra audiência que também já está em andamento é da Comissão de Trabalho, Administração e Serviço Público (CTASP) que trata As Ameaças do Atual Governo aos Direitos dos Servidores Públicos. Os coordenadores Adriana Faria e Saulo Arcangeli participam da mesa dos debatedores. Participam das atividades em Brasília os coordenadores Costa Neto, Edmilton Gomes, Elcimara Souza, Gerardo Alves e Vicente Sousa. Os dirigentes da Federacão ainda atuam também nos estados, nas atividades de mobilização programadas. 

Acompanhe a seguir pelo link http://bit.ly/2BD0ozF ou no player abaixo: