Nota Pública em apoio à greve dos Oficiais de Justiça em São Paulo

É com muita gravidade e preocupação que a Federação Nacional dos Trabalhadores do Poder Judiciário Federal e Ministério Público da União  - Fenajufe – entende  a violência praticada contra os Oficiais de Justiça Federais do TRT2 e por consequência, a todos os servidores da Justiça do Trabalho, consubstanciada no ato GP/CR 05/2017.

Ao determinar que cada Vara Trabalhista do TRT-2 tenha ali lotado um Oficial de Justiça, a medida enfraquece a Central dos Oficiais daquela unidade e imprime sobrecarga aos servidores, prejudicando a boa prestação da atividade e o bom andamento da Justiça.

Num momento em que todo o Funcionalismo Público brasileiro - em especial o PJU e o MPU - sofre processo de desmonte, a relocação dos Oficiais de Justiça do TRT-2 representa grave ataque à integridade da Justiça do Trabalho, acelerando seu esfacelamento, o que enfraquece a já combalida rede de proteção do trabalhador brasileiro.

Lamentável também o apoio ao ato administrativo, externado publicamente pelo Colégio de Presidentes e Corregedores dos Tribunais Regionais do Trabalho do Brasil – COLEPRECOR. Órgão que deveria zelar pela integridade e excelência da prestação jurisdicional da Justiça do Trabalho, agora queda albergado numa postura corporativa, restabelecendo a distância entre as administrações e os Servidores dos TRTs. E o pior, prenunciando a medida nas demais unidades.

A Fenajufe é solidária aos Oficiais de Justiça do TRT-2 e o movimento paredista ali construído, bem como reafirma a necessidade de mobilização de toda a categoria na defesa do PJU.

Brasília-DF, 27 de julho de 2017